A fusão de horizontes na análise textual discursiva

Autores

  • Maria do Carmo Galiazzi Universidade Federal do Rio Grande
  • Valderez Marina do Rosário Lima Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Maurivan Güntzel Ramos Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.33361/RPQ.2020.v.8.n.19.371

Resumo

As discussões sobre metodologia têm se tornado muito presentes nos programas de pós-graduação. Este artigo foca a Análise Textual Discursiva - ATD e apresenta a partir da trajetória dos autores as formas como a metodologia foi conceituada e implementada por Roque Moraes. O artigo apresenta o movimento histórico do desenvolvimento do ATD a partir da Análise de Conteúdo em seu início e como, inspirada na Fenomenologia de Husserl, na Complexidade de Morin, tem se encaminhado para a Hermenêutica. Conhecer as teorias que sustentam a ATD possibilitará uma maior compreensão das formas como a ATD impacta o pesquisador e o desenvolvimento de pesquisas qualitativas. Uma estrutura conceitual é proposta para permitir aos pesquisadores descrever as condições de usos de DTA a partir de argumentos teóricos. 

Palavras-chave: Metodologia; Fenomenologia; Hermenêutica; Complexidade.

Biografia do Autor

Maria do Carmo Galiazzi, Universidade Federal do Rio Grande

Professora voluntária, aposentada da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, com pesquisa na formação de professores e nas metodologias de pesquisas qualitativas, especialmente, a Análise Textual Discursiva - ATD.

Downloads

Publicado

2020-12-22