Avaliação discursiva das afasias

Autores

  • Maria Irma Hadler Coudry
  • Fernanda Maria Pereira Freire

Resumo

Resumo: Apresentamos a avaliação discursiva da linguagem de afásicos desenvolvida pela Neurolinguística Discursiva (ND) na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Essa avaliação se diferencia radicalmente daquela assentada em testes metalinguísticos, tradicionalmente usada na área médica. Tal diferença ocorre pelo fato de assumirmos uma concepção de linguagem e de cérebro historicamente determinados, o que nos leva a propor uma prática de avaliação que se dá por meio de práticas discursivas que se relacionam a parâmetros culturais e à história de vida dos sujeitos em avaliação. Tais práticas envolvem sistemas verbais e não verbais que revelam aspectos linguístico-cognitivos não considerados na avaliação tradicional. Apresentamos, também, o Banco de Dados em Neurolinguística (BDN) cujo registro confere visibilidade à cena enunciativa e à avaliação discursiva.

Palavras-chave: Neurolinguística; Avaliação de linguagem; Afasia; Discurso, Subjetividade.

 

Discursive evaluation of aphasias

Abstract: We present the discursive evaluation of aphasic language developed in Discursive Neurolinguistics (ND), at the State University of Campinas (UNICAMP). This evaluation differs radically from the language assessment seated on metalinguistic tests, traditionally used in the medical field. The difference occurs by the fact that the ND takes as its basis a conception of language and brain historically determined. This approach leads us to propose evaluation activities guided by the discourse we practice in society, related to cultural parameters the subject´s life story. Such practices involve verbal and non-verbal systems that reveal linguistic-cognitive aspects not considered in traditional language assessment. We present, also, the Neurolinguistic Database (BDN) whose register confers visibility to the enunciative scene and the discursive evaluation.

Keywords: Neurolinguistics; Language evaluation; Aphasia; Discourse, Subjectivity.

 

Referências

ABAURRE, M. B. M.; COUDRY, M. I. H. Em torno de sujeitos e olhares. Estudos da Língua(gem), Vitória da Conquista, v. 6, n. 2, p. 171-191, dez. 2008.

AGAMBEN, G. O que é contemporâneo? e outros ensaios. 1. ed. Chapecó, SC: Argos, 2009.

ALAJOUANINE, T.; OMBREDANE, A.; DURAND, M. Le syndrome de désintégration phonétique dans l'aphasie. 1. ed. Paris: Masson, 1939.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 2. ed. Tradução de Maria Ermantina Galvão G. Pereira. Martins Fontes: São Paulo, 1997.

BENVENISTE, E. Os níveis de análise linguística. In: BENVENISTE, E. Problemas de Linguística Geral I. 4. ed. Campinas, SP: Pontes, 1995a. P. 127-140.

BENVENISTE, E. Comunicação animal e linguagem humana. In: BENVENISTE, E. Problemas de Linguística Geral I. 4. ed. Campinas, SP: Pontes, 1995b. p. 60-67

COUDRY, M. I. H. Dificuldade de viver - Homenagem a François Dolto. 2012. 92 p. Memorial para Concurso de Professor Titular na Área de Neurolinguística do Departamento de Linguística. Instituto de Estudos da Linguagem. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012. (Unpublished manuscript).

COUDRY, M. I. H. Afasia como tradução. Estudos da Língua(gem), Vitória da Conquista, v. 6, n. 2, p. 7-36, dez. 2008.

COUDRY, M. I. H. Relatório de Pesquisa do Projeto Integrado em Neurolinguística: Avaliação e banco de dados. 2007. 90 p. CNPq: 521773/95-4. Instituto de Estudos da Linguagem. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007. (Unpublished manuscript).

COUDRY, M. I. H. Registro de linguagem, gestos e percepção no Banco de Dados de Neurolingüística. In: SEMINÁRIOS DO GEL, 51, 2003, Taubaté. (Unpublished manuscript), 2003.

COUDRY, M. I. H. Linguagem e Afasia: uma abordagem discursiva da Neurolingüística. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, v. 42, n. 1, p. 99-129, jan./jun. 2002.

COUDRY, M. I. H. O que é dado em neurolingüística?. In: CASTRO, M. F. C. (Org.) O Método e o dado no estudo da linguagem. 1. ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1996. p. 179-192.

COUDRY, M. I. H. Diário de Narciso: avaliação e acompanhamento longitudional de linguagem de sujeitos afasicos de uma perspectiva discursiva. 1986. 284 p. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas. Publicada em livro, São Paulo: Martins Fontes, 1988.

COUDRY, M. I. H.; BORDIN, S. M. S. Afasia e infância: registro do (in)esquecível. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, v. 54, n.1, p. 135-154. jan./jun. 2012.

COUDRY, M. I. H.; FREIRE, F. M. P. Pressupostos teórico-clínicos da Neurolinguística Discursiva (ND). In: COUDRY, M. I. H.; FREIRE, M. I. H.; ANDRADE, M. L. F.; SILVA, M. A. (Orgs.). Caminhos da Neurolinguística Discursiva: teorização e práticas com a linguagem. 1. ed. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2010. p. 23-48.

COUDRY, M. I. H.; FREIRE, F. M. P. Investigação qualitativa na avaliação da linguagem de afásicos. In: CONGRESSO IBERO-AMERICANO EM INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA (CIAIQ), 5, 2016, Porto.Atas... Porto, 2016, v. 3. p.423-432, 2016.

COUDRY, M. I. H.; MORATO, E. M. Aspectos Discursivos da Afasia. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, v. 1., n. 19, p. 127-145, jul./dez. 1990.

FEDOSSE, E. Da relação linguagem e praxia: estudo neurolingüístico de um caso de afasia. 2000. 155p. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas. 2000.

FOLSTEIN, M.; FOLSTEIN, S.; McHUGH, P. Mini Mental State. Journal of Psychiatric Research, Amsterdam, v. 12, n. 3, p. 189-198, 1975.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. 6. ed. São Paulo: Edições Loyola, original do texto de 1970. 2000.

FOUCAULT, M. Os corpos dóceis. In:FOUCAULT, M. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 27. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1987. p. 125-152.

FOUCAULT, M. Arqueologia do saber. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

FRANCHI, C. Linguagem - Atividade Constitutiva. Revista do Gel, São Paulo, n. especial, p. 37-74, original de 1977, 2002.

FREIRE, F. M. P. Agenda Mágica: linguagem e memória. 2005. 257 p. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005.

FREIRE, F. M. P. Enunciação e Discurso: a linguagem de programação Logo no discurso do afásico. 1999. 229 p. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1999. Publicada em livro, Campinas: Mercado de Letras, 2003.

FREIRE, F. M. P.; COUDRY, M. I. H. Banco de Dados de Neurolinguística: ver, analisar, intervir, teorizar. In: CONGRESSO IBERO-AMERICANO EM INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA (CIAIQ), 5, 2016, Porto. Atas... Porto, 2016, v. 3. p. 367-376.

FREUD, S. A interpretação das afasias. 1. ed. Buenos Aires: Ediciones Nueva Visión, 1973, original de 1891.

JAKOBSON, R. Dois aspectos da linguagem e dois tipos de afasia. In: JAKOBSON, R., Linguística e comunicação. 24. ed. São Paulo: Cultrix, 2007, original de 1956. p. 34-63.

LURIA, A. R. Fundamentos de Neuropsicologia. 1. ed. São Paulo: EDUSP, 1981.

MAINGUENEAU, D. Novas Tendências em Análise do Discurso. 1. ed. Campinas, SP: Pontes, 1989.

MAINGUENEAU, D. Análise de textos de comunicação. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MAINGUENEAU, D. Doze conceitos de Análise do Discurso. 1. ed. São Paulo: Parábola, 2010.

MÁRMORA, C. H. C. Linguagem, afasia, (a)praxia: uma perspectiva neurolinguistica. 2000. 211 p. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

RIBEIRO, I. Quais as faces do português culto brasileiro. In: ALKMIM, T. (Org.). Para a História do Português Brasileiro. Vol.III. São Paulo, SP: Humanitas, 2001. p. 359-382.

VYGOTSKY, L. S. Pensamiento Y Habla. 1. ed. Buenos Aires: Colihue, 2007, original de 1934.

Publicado

2017-07-12