Pragmatismo, design-based research e investigação-ação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33361/RPQ.2021.v.9.n.21.453

Resumo

Neste artigo as autoras analisam e refletem sobre as caraterísticas de duas abordagens ligadas a uma epistemologia da prática: Design-Based Research e Investigação-Ação e o seu enquadramento no Paradigma Pragmático da investigação em Educação. A Design-Based-Research engloba um conjunto de abordagens com o objetivo de produzir novas teorias, artefactos e práticas com impacto na aprendizagem em contextos naturais; a Investigação-Ação é orientada para a ação ou ciclos de ações que os membros de uma organização/comunidade, podendo incluir constituintes externos, desenvolvem em torno de uma situação problemática visando o melhoramento de práticas. As raízes e a evolução das duas abordagens são distintas, porém partilham assunções fundamentais e traduzem olhares investigativos sobre a prática com subtis diferenças. A análise dos respetivos traços ontológicos, epistemológicos e metodológicos a elas subjacentes justificam a sua inclusão no Paradigma Pragmático de Investigação em Educação. 

Palavras-chave: Design-Based Research; Investigação-Ação; Pragmatismo.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Edição

Seção

Projetos de pesquisa social e em educação: reflexão sobre caminhos metodológicos