Desafios éticos, metodológicos e práticos na pesquisa qualitativa em saúde: um olhar a partir de um estudo em torno do processo de morrer

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33361/RPQ.2021.v.9.n.21.379

Resumo

Partindo de uma experiência de investigação em torno do processo de morrer, este artigo procura discutir alguns dos desafios que emergiram no âmbito de uma pesquisa qualitativa de natureza etnográfica no campo da saúde. A sensibilidade do tema e a vulnerabilidade dos participantes conduziu à necessidade de criar estratégias que mitigassem potenciais efeitos indesejados para os atores envolvidos. Desta forma, discutem-se questões ético-metodológicas e o impacto que a pesquisa assumiu para os participantes e investigador.  As principais conclusões apontam, por um lado, para a necessidade de criar diretrizes bem definidas no que diz respeito à pesquisa com sujeitos humanos e, por outro, para a importância de adequar os instrumentos de recolha no sentido de criar proximidade e salvaguardar o bem-estar de todos os intervenientes. Este artigo procura contribuir para um debate em torno dos “bastidores” da pesquisa, dando a conhecer dilemas transversais à investigação.

Palavras-chave: Pesquisa qualitativa; Sensibilidade; Vulnerabilidade; Ética.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Edição

Seção

Estudos