“Estudos comparados” como ferramenta metodológica de investigação de documentos curriculares prescritos

Main Article Content

Fabiany de Cássia Tavares Silva
Christiane Caetano Martins Fernandes

Abstract

Resumo: Este texto expõe uma versão do método de comparação intitulada “estudos comparados”, que na condição de ferramenta de investigação, suporta outra representação ou outro design qualitativo de comparação, cruzando as áreas de educação, história da educação e sociologia comparadas. Nessa condição toma forma em um Programa de Pesquisa que analisa documentos curriculares prescritos, também conhecidos como parâmetros, orientações, diretrizes, referenciais, programas e/ou planos, produzidos por redes de ensino estaduais e/ou municipais para informar o processo de seleção e distribuição de conhecimentos escolares. Tal exposição, nos limites deste texto, alimenta-se das dissertações e teses como fontes que estudam documentos curriculares e disponibilizam um ‘conhecimento poderoso’, validado pela crença da/na legitimidade das escolhas e de quem as legitima, crença cuja produção torna relevantes os estudos acadêmicos sobre documentos curriculares prescritos.

Palavras-chave: Método; Estudo Comparado; Currículo; Dissertações e Teses.

 

“Compared studies” as a methodological tool for investigation of prescribed curriculum documents

Abstract: This text presents a version of the comparison method entitled “comparative studies”, which, as a research tool, supports another representation or another qualitative design of comparison, crossing the areas of education, history of education and sociology compared. In this condition, it takes shape in a Research Program that analyzes prescribed curriculum documents, also known as parameters, guidelines, guidelines, references, programs and / or plans, produced by state and / or municipal education networks to inform the selection and distribution process of school knowledge. Such exhibition, within the limits of this text, feeds on dissertations and theses as sources that study curricular documents and they aim to provide 'powerful knowledge', validated by the belief of / in the legitimacy of the choices and of those who legitimize them, a belief whose production makes academic studies on prescribed curriculum documents relevant.

Keywords: Method; Comparative Stud; Local Curricular Documents; Curriculum; Dissertations and Thesis.

 

Article Details

Section
Research Articles

References

ANTUNES, R. A. Inclusão escolar na Pré-Escola: o acesso ao currículo. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

APPLE, M. Ideologia e currículo. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

AZAMBUJA, I. S. Currículo de educação popular para a educação infantil: limites, tensões e possibilidades a partir da experiência do município de Chapecó/SC. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

BARREIROS, D. R. A. O sistema nacional de avaliação básica: vínculos entre avaliação e currículo. 2003. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2003.

BOIM, T. F. O que e como ensinar: proposta curricular, materiais didáticos e prática de ensino nas escolas públicas estaduais em São Paulo (2008-2009). 2010. Dissertação (Mestrado em Educação: História, Política Sociedade) - Faculdade de Educação, Pontificia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

BOURDIEU, P. O Poder Simbólico. Lisboa: Difel, 1983.

BOURDIEU, P. Razões Práticas. 9. ed. São Paulo: Papirus, 2008.

BOURDIEU, P., CHAMBORENDON, J.C., PASSERON, J.C. El Ofício de Sociologo. Buenos Aires: Siglo Veinteuno Ed., 1975.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília: MEC, Secretaria de Ensino Fundamental, 1997.

BRASIL. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Brasília: MEC/Secretaria Ensino Fundamental, 1998. 126p.

BRASIL. Resolução nº 5, de 17 de dez. 2009. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Conselho Nacional de Educação, Câmara Educação Básica. Diário Oficial da União, Brasília, 18 de dezembro de 2009, Seção 1, p. 18.

BRASIL. Resolução nº 04, de 13 jul. 2010. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica. Conselho Nacional de Educação, Câmara Educação Básica. Diário Oficial da União, Brasília, 14 jul. 2010, Seção 1, p. 824.

CRAHAY, M. L’école peut-elle-être juste e efficace? De l’égalité des chances à l’égalité des acquis. Belgique: De Boeck Université, 2000.

CRAHAY, M. Como a escola pode ser mais justa e mais eficaz? Cadernos Cenpec, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 9-40, jun. 2013.

FENDLER, L. There Are No Independent Variables in History. In: Popkewitz, T.S. (org). Revisioning the History of Education Transnational Perspectives on its Questions, Methods, and Knowledge. New York: Palgrave Macmillan, 2013. p. 223-244.

FERNANDES, J. M. M. A proposta curricular do estado de São Paulo e os impactos das inovações no projeto político e pedagógico da escola. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação: Currículo) - Faculdade de Educação, Pontificia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

GIMENO SACRISTÁN, J. Educar por Competências: o que há de novo? Porto Alegre: Artmed, 2011.

LACLAU, E.; MOUFFE, C. Hegemonía y estrategia socialista: hacia una radicalización de la democracia. 2. ed. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica de Argentina, 2004.

LIMA, L. A. Ensino fundamental de nove anos: repercussões da lei n 11.274/2006 na proposta curricular da rede municipal de ensino de Juiz de Fora. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2011.

LOPES, A. Referencial curricular nacional para educação infantil: uma proposta integradora ou interdisciplinar. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2011.

MARAFON, D. Educação infantil em Piraquara: entre as idéias e as propostas pedagógicas (1993-2004). 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Pontificia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2007.

NOVOA, A. Vers un Comparatisme Critique. Regards sur l’éducation. Colaboração de T. Yariv-Mashal. Cadernos Prestige, Lisboa: Educa, n. 24, 2005.

OLIVEIRA, D. A. As políticas educacionais no governo Lula: rupturas e permanências. RBPAE, Porto Alegre, v. 25, n. 2, p. 197-209, maio./ago. 2009.

PEREYRA, M. A. Por otros usos de la comparación. Revista de Educación. Madrid, número extraordinário, p. 25-76, enero. 1990.

¬¬¬¬¬

POPKEWITZ, T. Struggling for the Soul - The Politics of Schooling and the Construction of the Teacher. New York & London: Teachers College Press, 1998.

POPKEWITZ, T. O duplo significado de cosmopolitismo e os estudos comparados de educação. In: COWEN, R.; KAZAMIAS, A. M.; ULTERHALTER, E. Educação comparada: panorama internacional e perspectivas. Brasília: UNESCO, CAPES, 2012. p. 467-487.

REIS DA SILVA, M. de L O. A avaliação do currículo na rede municipal de ensino: um estudo multicaso e propositivo no contexto institucional de escolas do ensino básico de Salvador-Bahia. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

SANTOS, K. C. dos. Autonomia da criança: transição da educação infantil para o ensino fundamental, conforme as prescrições oficiais. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação: História, Política, Sociedade) - Faculdade de Educação, Pontificia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

SILVA, F. C. T.; FERNANDES, C.C.M. De(compondo) uma metodologia de investigação no estudo de documentos curriculares prescritos. In: CONGRESSO IBERO-AMERICANO EM INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA, 8., 2019, Lisboa. Anais... Lisboa: Ludomedia, 2019.

SILVA, M. R. da; ABREU, C. B. de M. Reformas para quê? As políticas educacionais nos anos de 1990, o “novo projeto de formação” e os resultados das avaliações nacionais. Perspectiva, Florianópolis, v. 26, n. 2, p. 523-550, jul./dez. 2008.

SILVA, N. M. da G. Diretrizes curriculares do município de Goiânia no contexto de uma política curricular nacional. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação)- Faculdade de Educação, Universidade Federal de Góias, Goiânia, 2009.

SINHORI, E. de F. I. A construção do currículo do 1° ano do ensino fundamental de nove anos na rede municipal de balneário Camboriú. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2011.

SOBRAL, E. L. da S. Proposta curricular para educação infantil: (re)significando saberes docentes. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.

WIGGERS, V. As orientações pedagógicas da educação infantil em municípios de Santa Catarina. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação: Currículo) - Faculdade de Educação, Pontificia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

WILLIAMS, R. Cultura e materialismo. São Paulo: Editora Unesp, 2010.

XAVIER, G. de C. O currículo e a educação inclusiva: a prática curricular e suas implicações na inclusão escolar de alunos com necessidades educacionais especiais. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Pontificia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

YOUNG, M. F. D. Pra que servem as escolas? Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 101 set./dez. 2007. p. 1287-1302. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br . Acesso em: 10 dez. 2017.