Desafios metodológicos da pesquisa “jovem e consumo midiático em tempos de convergência” no “Brasil profundo”

Main Article Content

Matheus Pereira Mattos Felizola
Vitor José Braga Mota Gomes
Jane Aparecida Marques

Abstract

Resumo: O objetivo é apresentar os caminhos metodológicos do projeto “Jovem e Consumo Midiático em Tempos de Convergência” durante os anos de 2015 a 2020. As experiências científicas perpassaram um processo evolutivo que foi iniciado com pesquisas anteriores até o momento desta, e envolveu pesquisadores (docentes e discentes de pós-graduação e graduação) da Universidade Federal de Sergipe (UFS), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Universidade Federal do Pará (UFPA). A pesquisa teve inspiração etnográfica, seguindo a proposição de Angrosino (2009) e Flick (2009). Dentre os resultados, percebemos como esses jovens são bastante ativos nas mídias sociais, especialmente através dos dispositivos móveis, apesar da pequena cobertura dos serviços de telefonia; além da centralidade do Facebook e do WhatsApp para esse público ao consumir conteúdos imagéticos, audiovisuais e textuais, e fazer a interlocução nas suas redes sociais para troca de mensagens, e pelas performances adotadas em seus perfis.

Palavras-chave: Metodologia; Etnografia; Pesquisa Qualitativa; Pesquisa Quantitativa.

 

Methodological challenges of the research “youth and media consumption in times of convergence in “deep Brazil”

Abstract: The purpose of the article is to present the methodological paths of the project “Youth and Media Consumption in Times of Convergence”, during the years 2015 to 2020. The scientific experiences have passed through an evolutionary process that started with previous research until the moment of this one, which involves researchers (teachers, graduate and undergraduate students) at the Federal University of Sergipe (UFS), Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS) and Federal University of Pará (UFPA). The research had ethnographic inspiration, following the proposition of Angrosino (2009) and Flick (2009). Among the results, we see how these young people are very active on social media, especially through mobile devices, despite the small coverage of telephone services; in addition to the centrality of Facebook and WhatsApp for this audience by consuming imagery, audiovisual and textual content and making interlocution with their networks through messages and in the performances adopted in their created profiles.

Keywords: Methodology; Ethnography; Qualitative Research; Quantitative Research.

 

Article Details

Section
Research Articles
Author Biographies

Matheus Pereira Mattos Felizola

Doutor em Ciências Sociais pela UFRN. Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e do Mestrado Profissional em Ciência da Informação da UFS. Aracaju (SE), Brasil. matheus.felizola.marketing@gmail.com

Vitor José Braga Mota Gomes

Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela UFBA. Professor do Departamento de Comunicação Social e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFS. Aracaju (SE), Brasil. 

Jane Aparecida Marques

Doutora em Ciências da Comunicação pela USP. Professora do curso de Marketing, do Mestrado Profissional em Empreendedorismo e do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Estética e História da Arte da USP. São Paulo (SP), Brasil.

References

AGUIRRE BAZTÁN, Á. Etnografía: metodología cualitativa en la investigación sociocultural. Barcelona: Editorial Boixareu Universitaria e Marcombo, 1995.

ANGROSINO, M. Etnografia e Observação Participante. Porto Alegre, RS: Artmed, 2009.

AQUINO, M. C. Convergência Midiática e Redes Digitais: modelo de análise para pesquisas em comunicação. Curitiba: Appris, 2017.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 6. ed. São Paulo: Edições 70, 2011.

BAUMAN, Z. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

BAUMAN, Z. Confiança e Medo na Cidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

BICKMAN, L.; ROG, D. Handbook of Applied Social Research Methods. 2. ed. Thousand Oaks, CA: Sage Publications, 1998.

BONFIL BATALLA, G. México Profundo: una civilización negada. 4. ed. México, DF: Grijalbo, 1989.

CÁCERES, L. J. G. Cibercultura un Mundo Emergente y uma Nueva Mirada. México: Conaculta, 2006.

CASTELLS, M. A Sociedade em Rede: a era da informação: economia, sociedade e cultura. 4. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

CASTELLS, M. O poder da identidade: a era da informação, economia, sociedade e cultura. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2009. v. II.

CIMADEVILLA, G. La cuestión rurbana: apuntes para una entrada comunicacional. Intercom – Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, 2010, p. 73-85.

FEATHERSTONE, M. Cultura de Consumo e Pós-Modernismo. São Paulo: Studio Nobel, 1995.

FELIZOLA, M.; BRAGA, V. Consumo Midiático em um Brasil profundo: uma incursão no interior sergipano. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 40., 2017, Curitiba. Anais... Intercom: Curitiba, 2017. p. 1-15.

FELIZOLA, M.; BRAGA, V.; MARQUES, J. Caminhos metodológicos da pesquisa “Jovem e Consumo Midiático em Tempos de Convergência”: Uma experiência no interior nordestino. In: CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA, 8., 2019, Lisboa. Anais... Aveiro: Ludomedia, 2019. p. 327-337.

FELIZOLA, M.; BRAGA, V.; MENDONÇA, F. Jovens e Consumo Midiático em Tempos de Convergência: Estudo Piloto completo na Cidade de Amparo de São Francisco. In: CONGRESSO INTERNACIONAL IBERCOM, 15., 2017. Lisboa. Anais... Lisboa, 2017.

FELIZOLA, M. et al. Sergipe. In: JACKS, N.; TOALDO, M. (org.). Brasil em Números: dados para pesquisas de comunicação e cultura em contextos regionais. Florianópolis: Insular, 2014. p. 171-175.

FINK, Arlene. How to Conduct Surveys: a step-by-step guide. 5. ed. Thousand Oaks, CA: Sage Publications, 2013.

FLICK, U. Introdução à Pesquisa Qualitativa. Tradução Joice Elias Costa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FOWLER Jr., Floyd J. Survey Research Methods. 4. ed. Thousand Oaks, CA: Sage Publications, 2009.

GARCÍA CANCLINI, N. (org.). El Consumo Cultural en México. México: Consejo Nacional para la Cultura y las Artes. Seminário de Estúdios de la Cultura, 1993.

GARCÍA CANCLINI, N. Consumidores y Ciudadanos: conflictos multiculturales de la globalización. México: Grijalbo, 1995.

GARCÍA CANCLINI, N. Consumidores e Cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. 8ª edição. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2010.

GEERTZ, C. O Saber Local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Tradução de Vera Mello Joscelyne. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

HAMMERSLEY, M.; ATKINSON, P. Ethnography: Principles in Practice. 2. ed. New York: Routledge, 1995.

JACKS, N.; TOALDO, M. (org.). Brasil em Números: dados para pesquisas de comunicação e cultura em contextos regionais. Florianópolis, SC: Insular, 2014.

JACKS, N.; SILVESTRIN, C. B.; NOLL, G. (org.). Capitais Brasileiras: dados históricos, demográficos, culturais e midiáticos. Curitiba, PR: Appris, 2016.

JENKINS, H. Cultura da Convergência. Tradução de Suzana Alexandria. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009.

JENKINS, H.; GREEN, J.; FORD, S. Cultura da Conexão: criando valor e significado por meio da mídia propagável. São Paulo: Aleph, 2014.

LÉVY, P. A Conexão Planetária: o mercado, o ciberespaço, a consciência. Tradução de Maria L. Homem e Ronaldo Entler. 2. ed. São Paulo: Ed. 34, 2001.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos Meios às Mediações: comunicação, cultura e hegemonia. 6ª edição. Rio de Janeiro: UFRJ, 2009.

MARTÍN-BARBERO, J. Comunicación y cultura mundo: nuevas dinamicas mundiales de lo cultural. Prólogo. Revista Signo y Pensamiento, Bogotá, v. 8, n. 51, p. 20-34, jul./dec. 2010.

MARTÍN-BARBERO, J. Diversidade em convergência. Matrizes, São Paulo, v. 8, n. 2, jul./dez. 2014. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/matrizes/article/viewFile/90445/93215. Acesso em: 15 jan. 2017.

PASCUA, R. de M. El grupo de discusión y sus aplicaciones en la investigación de la comunicación masiva. In: CONDE, M. R. B.; SAN ROMÁN, J. A. R. Investigar en Comunicación: guía práctica de métodos y técnicas de investigación social en comunicación. 1ª edição. Madrid: McGraw-Hill, 2005. p. 265-276

POUPART, J. A entrevista de tipo qualitativo: considerações epistemológicas, teóricas e metodológicas. In: POUPART, J. et al. (org.). A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. p. 215-253.

POUPART, J. et al. A Pesquisa Qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. 4. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

SIBILIA, P. O artista como performer: dilemas do eu espetacular nas artes contemporâneas. In: LABRA, D. (org.). Performance Presente Futuro, v. II. Rio de Janeiro: Ed. Aeroplano; Oi Futuro, 2010. p. 14-20.

STAKE, R. Pesquisa Qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Tradução de Karla Reis. Porto Alegre: Penso, 2011.

THOMPSON, J. B. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. Tradução de Carmem Griscietalli. 9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.