Pesquisa qualitativa ou pesquisa quantitativa: refletindo sobre as decisões na seleção de determinada abordagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33361/RPQ.2020.v.8.n.17.299

Resumo

Diante de tamanha complexidade que envolve o tema em tela e pesquisas que apontam para erros recorrentes referentes às decisões tomadas por pesquisadores relacionadas às opções pelas abordagens de pesquisa, o ensaio em tela apresenta um estudo estritamente bibliográfico que visou revisitar e refletir a respeito de compreensões atinentes às decisões de pesquisadores quanto as suas opções por abordagens quantitativas ou abordagens qualitativas, objetivando responder a seguinte questão de pesquisa: A inserção de dados numéricos por meio de gráficos, tabela e outras formas de representação garantem em si, que seja uma pesquisa classificada como quantitativa? Metodologicamente trata-se de um estudo teórico, apresentado por meio do gênero acadêmico ensaio, pautado em incursões na literatura pertinente. Neste sentido o artigo se propôs a realizar um diálogo do tema, tomando como base alguns teóricos consagrados, em especial buscando focar nas áreas de ensino de ciências e educação no âmbito do Brasil, e assim, discutir e esclarecer que a opção pelo tipo de abordagem é uma escolha holística e que não deve ser reduzida às opções pelo método de pesquisa, se quantitativo ou qualitativo, visando indicar caminhos para melhorar a qualidade da pesquisa na área.

Palavras-chave: Pesquisa Qualitativa; Pesquisa Quantitativa; Métodos; Tipos de Abordagens.

Biografia do Autor

Ângelo Francklin Pitanga, Instituto Federal da Bahia (IFBA)

Doutor em Educação (UFS), Mestre e Licenciado em Química (UFS). Professor EBTT do IFBA, atualmente em cooperação técnica docente no IFS.

Downloads

Publicado

2020-10-01

Edição

Seção

Estudos