Construção de um modelo teórico sobre o cuidar da pessoa com tuberculose na perspectiva da Grounded Theory

Autores

  • Elisângela Franco de Oliveira Calvacante ESCOLA DE SAÚDE DA UFRN http://orcid.org/0000-0002-3578-0153
  • Denise Maria Guerreiro Vieira da Silva Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Gracimary Alves Teixeira Escola de Saúde da UFRN
  • Jovanka Bittencourt Leite de Carvalho Escola de Saúde da UFRN
  • Flavio Cesar Bezerra da Silva Escola de Saúde da UFRN

DOI:

https://doi.org/10.33361/RPQ.2019.v.7.n.13.267

Resumo

Resumo: A Grounded theory possibilita a construção de uma teoria substantiva, abstraindo dados de casos a conceitos, convertendo-os num conjunto de afirmações que elucidam os acontecimentos. Este artigo objetiva descrever a elaboração de modelo teórico sobre o processo de cuidado à pessoa com tuberculose a partir dos pressupostos metodológicos da Grounded theory, segundo Anselm Strauss e Juliet Corbin. O número de participantes deu-se pela amostragem e saturação teórica, originando quatro grupos amostrais, por meio de questionamentos e análise comparativa dos dados. A coleta e análise ocorreram simultaneamente. Na codificação, teve-se: codificação aberta; codificação axial, regrupando conceitos em torno de assunto comum, originou-se as categorias e subcategorias; e com o refinamento e integração das categorias, chegou-se à codificação seletiva, e construção do modelo teórico. O modelo teórico elaborado constitui uma representação do fenômeno “cuidando da pessoa com tuberculose na atenção básica de saúde”. Configuram-se, neste modelo, as categorias referentes às condições causais, às interventoras, às contextuais, às ações/interações e às consequências deste fenômeno.

Palavras-chave: Grounded theory; Pesquisa Qualitativa; Modelos de Enfermagem; Tuberculose.

 

Construction of a theoretical model on taking care of tuberculosis in the perspective of Grounded Theory

Abstract: Grounded theory enables the construction of a substantive theory, abstracting data from cases to concepts, converting them into a set of statements that elucidate events. This article aims to describe the elaboration of a theoretical model about the process of care of the person with tuberculosis, based on the methodological assumptions of Grounded Theory, according to Anselm Strauss and Juliet Corbin. The number of participants was given by sampling and theoretical saturation, giving rise to four sample groups, through questioning and comparative analysis of the data. Collection and analysis occurred simultaneously. In the coding, we had: open coding; axial encoding, regrouping concepts around the common subject, the categories and subcategories originated; and with the refinement and integration of the categories, we came to the selective codification, and construction of the theoretical model. The theoretical model elaborated constitutes a representation of the phenomenon "taking care of the person with tuberculosis in basic health care". In this model, the categories referring to the causal conditions, the interveners, the contexts, the actions / interactions and the consequences of this phenomenon.

Keywords: Grounded Theory; Qualitative Research; Models, Nursing; Tuberculosis.

 

Biografia do Autor

Elisângela Franco de Oliveira Calvacante, ESCOLA DE SAÚDE DA UFRN

Possui doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014); mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2007); e graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2005). É professora da Escola de Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Saúde e Segurança no Trabalho, Saúde Coletiva, Controle de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde e Vigilância Epidemiológica.

 

Denise Maria Guerreiro Vieira da Silva, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (1977), mestrado e doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (1990 e 2000). Realizou pós-doutorado na University of Alberta/Canadá em 2008. É professora titular da Universidade Federal de Santa Catarina, atuando como professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Participou da criação do grupo de pesquisa NUCRON em 1987 e liderou o grupo de 2000 a 2015. Desenvolve estudos acerca da cronicidade, atualmente com maior ênfase nas doenças renais e no diabetes mellitus. É orientadora de mestrado, doutorado e pós-doutorado.Consultora ad-hoc de diferentes periódicos, tais como: Revista Latino-Americana de Enfermagem (Ribeirão Preto); Revista Texto & Contexto; Cadernos de Saúde Pública; Ciência e Saúde Coletiva; Revista Brasileira de Enfermagem. Foi Pró-Reitora de Cultura e Extensão da Universidade Federal de Santa Catarina no período de 2003 a 2004 e Chefe do departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina de 2005 a 2007.É Bolsista de Produtividade do CNPq.

Gracimary Alves Teixeira, Escola de Saúde da UFRN

Professora da Escola de Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Enfermeira graduada pela Faculdade Integradas de Patos (2007). Concluindo Doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Mestre em Enfermagem pela UFRN (2015). Especialista em Enfermagem Obstétrica pelo CEFAPP (2017). Especialista em Enfermagem Neonatal pela FATERN (2009). Foi bolsista CAPES no mestrado e bolsista FAPERN no doutorado. Tem experiência na assistência e ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: cuidado pré-natal, parto, nascimento saudável, enfermagem materno-infantil, prematuro e infecção pelo zika vírus.

 

Jovanka Bittencourt Leite de Carvalho, Escola de Saúde da UFRN

Graduada em Enfermagem e Obstetrícia (UFRN/1988). Mestra em Enfermagem (UFRN/2005) e Doutora em Ciências da Saúde (UFRN/2010). Atualmente, é Docente da Escola de Saúde da UFRN. Coordenadora do Curso de Especialização em Enfermagem Obstétrica da Rede Cegonha (UFRN/MS). Membro efetivo da Comissão de Ensino-Serviço do Rio Grande do Norte. Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (DENFER/UFRN) e Vice-Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Sociedade (ES/UFRN). Tutora do Curso de especialização de Gestão do trabalho e Educação na Saúde- Região sul.(DSC- MS) Orientadora de Iniciação Científica, Especialização, Mestrado e do Doutorado. É membro pesquisadora dos seguintes Grupos de pesquisa: "Saúde e Sociedade" (ES/UFRN/CNPq); "Atenção à saúde infanto-juvenil, mulher e homem" (DENFER/UFRN/CNPq); e "Gestão, Educação, Trabalho e Saúde" (DCS/UFRN/CNPq). Coordenou o DINTER UFSC/UFRN em nível local da UFRN no período de 2012 a 2016 . Tem experiência na área de Enfermagem em Saúde Coletiva, com ênfase em Enfermagem Obstétrica, atuando principalmente nos seguintes temas: parto humanizado e saúde, saúde da mulher, saúde do homem, Teoria Fundamentada nos Dados.

Flavio Cesar Bezerra da Silva, Escola de Saúde da UFRN

Doutor em Enfermagem (2015) pela UFRN. Possui mestrado em Enfermagem pela UFRN (2009), especialização em Acupuntura e Eletroacupuntura pela Faculdade Redentor - RJ (2008), especialização em Enfermagem obstétrica pela UFRN (2006), graduação em Licenciatura em Enfermagem pela UFRN (2005), graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela UFRN (2004) e graduação em Engenharia Química pela UFRN (1993). Atualmente é docente da Escola de Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ESUFRN). Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem de Saúde Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: atenção à saúde, assistência de enfermagem, relações enfermeiro-paciente, saúde da mulher e práticas integrativas e complementares em saúde ministrando aulas na formação de graduação, técnicos profissionalizantes e tecnólogos.

Referências

BARREIRA, D. Os desafios para a eliminação da tuberculose no Brasil. Epidemiol. Serv. Saude, Brasília, v. 27, n.1, p.1-4, maio. 2018.

BARRETO, M. S.; GARCIA-VIVAR, C.; MARCON, S. S. Methodological quality of Grounded Theory research with families living with chronic illness. International Journal of Africa Nursing Sciences, África, v. 8, n. 1, p 14-22, jan. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de Controle da Tuberculose. Tratamento Diretamente Observado (TDO) da Tuberculose na Atenção Básica: Protocolo de enfermagem. Brasília: Ministério da Saúde, 2011.

CAVALCANTE, E.F.O.; SILVA, D.M.G.V. Nurses’ commitment to the care of tuberculosis patients. Texto contexto-enferm, Florianópolis, v.25, n. 3, p. 1-10, ago. 2013.

CAVALCANTE, E. F. O. O cuidado do enfermeiro à pessoa com tuberculose na atenção básica de saúde. 2014. Tese (Doutorado em Enfermagem) – Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

CASSIANI, S. H. de B.; CALIRI, M. H. L.; PELÁ, N. T. R. A teoria fundamentada nos dados como abordagem da pesquisa interpretativa. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 4, n. 3, p.75-88, dez. 1996.

CHARMAZ, K. A Construção da Teoria Fundamentada- guia prático para análise qualitativa. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FOLEY, G.; TIMONEN, V. Using Grounded Theory Method to Capture and Analyze Health Care Experiences. Health Serv Res., Chicago, v. 50, n. 4, p. 1195-210, ago. 2015.

NASCIMENTO, L. de C. N. et al. Saturação teórica em pesquisa qualitativa: relato de experiência na entrevista com escolares. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v.71, n. 1, p. 228-233, fev. 2018.

NICO, L. S. et al. A Grounded Theory como abordagem metodológica para pesquisas qualitativas em odontologia. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 12, n. 3, p. 789-97, jun. 2007.

OLIVEIRA, P. C.; NAKAYAMA, M. K. Operacionalização de uma grounded theory: o percurso metodológico. Revista Pesquisa Qualitativa. São Paulo, v.6, n.12, p. 572-594, dez. 2018.

PELISSARI, D. M. et al. Oferta de serviços pela atenção básica e detecção da incidência de tuberculose no Brasil. Rev. Saude Publica, São Paulo, v.52, n.1, p. 1-10. 2018.

STRAUSS, A.; CORBIN, J. Pesquisa Qualitativa: técnicas e procedimentos para o desenvolvimento de teoria fundamentada. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2008.

WHO. TB CARE I. International Standards for Tuberculosis Care. 3. ed. TB CARE I, The Hague: World Health Organization, 2014.

WHO. Global tuberculosis report 2018. Geneva: World Health Organization; 2018.

Publicado

2019-04-30

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa