Construção coletiva de conhecimentos na pesquisa em educação nas ciências

Autores

  • Neusa Maria John Scheid Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Resumo

Resumo: O conhecimento adquirido por meio da educação científica numa perspectiva cidadã deverá contribuir para a promoção do desenvolvimento de um saber emancipatório. Nesse sentido, o aporte das Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação – TDICs – não poderá ser subestimado. No presente artigo, tecem-se considerações sobre o contexto educacional atual em relação ao uso desses recursos tecnológicos digitais, apresentando uma metodologia para a educação científica fundamentada pela pesquisa, com a colaboração das TDICs. Argumenta-se a respeito do importante papel da pesquisa em Educação nas Ciências que poderá subsidiar a sociedade na elaboração de políticas públicas e desenvolvimento de metodologias que contribuirão para que o objetivo da integração curricular das tecnologias educacionais, almejando a formação na e para a cidadania, seja atingido.

Palavras-chave: Educação científica; Educação cidadã; IBSE; TDICs.

 

Collective construction of knowledge in research on science education

Abstract: Knowledge acquired through scientific education in a citizen perspective must contribute to the development promotion of an emancipatory knowledge. In this perspective, Digital Information and Communication Technologies – ICTs – shall not be underestimated. In this paper, we comment on the educational context nowadays, regarding to the uses of digital technological resources. We present a methodology for scientific education grounded on the research, with the collaboration of the ICTs. We argue about the important role of research in Sciences Education, which could support society on public policies’ elaboration and methodologies development, which will contribute to the achievement of the objective, which is curricular integration of educative technologies, seeking formation on and in the direction of citizenship.

Keywords: Scientific education; Citizen education; IBSE; ICTs.

 

Biografia do Autor

Neusa Maria John Scheid, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Graduada em Ciêncas- Habilitação Biologia, mestre em Educação nas Ciências e doutora em Educação Científica e Tecnológica, com estágio Pós Doutoral em Educação no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Portugal.

Referências

ALBANO, N. J. A. Utilização de Tecnologia Web 2.0 na Aprendizagem Autónoma de Multimédia. 2012. 126 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2012.

BYBEE, R. W. The BSCS 5E Instructional Model and 21st Century Skills. A commissioned paper prepared for a workshop on exploring the intersection of science education and the development of 21st century skills, 2009. Disponível em: <http://itsisu.concord.org/share/Bybee_21st_Century_Paper.pdf >. Acesso em: 12 dez. 2014.

D’ABREU, R. T. V. Os blogues e o ativismo sobre problemas ambientais no 5.º ano de escolaridade. 2013. 103 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2013.

DELGADO, V. H. L. Tecnologias ubíquas nas aulas de Ciências Naturais: da surpresa à valorização e utilização plena - um estudo longitudinal. 2014. 1507p. Tese (Doutorado em Educação) – Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2014.

DREYFUS, H. L. A internet: uma crítica filosófica à educação à distância e ao mundo virtual. 2. ed. Belo Horizonte: Fabrefactum, 2012.

DUARTE, M. S.; SCHEID, N. M. J. A contribuição dos recursos das TDICs nos processos de aprender e de ensinar. 1. ed. Curitiba: CRV, 2016.

EMPIRICA. Survey of Schools: ICT in Education. Benchmarking Access, Use and

Attitudes to Technology in Europe’s Schools. 1. ed. Brussels: European Commission, 2013.

ESPÍRITO SANTO, M. M. Utilização de blogues na discussão de controvérsias sociocientíficas na disciplina de Ciências da Natureza. 2012. 148f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2012.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 13. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GALVÃO, C. et al. Ciências Físicas e Naturais. Orientações curriculares para o 3º ciclo do ensino básico. Lisboa: Ministério da Educação, Departamento da Educação Básica, 2001.

GIROUX, H. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Tradução Daniel Bueno. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 1997.

HERBERT, S. P. Cidadania. In: STRECK, D. R.; REDIN, E.; ZITKOSKI, J. J. (Orgs.). Dicionário Paulo Freire. 2ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 67-68.

HILÁRIO, T.; REIS, P. Potencialidades e Limitações de Sessões de Discussão de Controvérsias Sociocientíficas como Contributos para a Literacia Científica. Revista de Estudos Universitários, Sorocaba, v. 35, n. 2, p. 167-183, dez. 2009.

HINOSTROZA, J. E.; LABBÉ, C. Policies and practices for the use of information and communications technologies (ICTs) in education in Latin America and the Caribbean. Santiago do Chile: CEPAL. 2011.

HODSON, D. Looking to the future. Building a curriculum for social activism. Toronto/Canadá: Sense Publishers, 2011.

MACHADO, P.; COSTA, M. F. M. An IBSE Approach for teaching the concept of Density in preschool and primary school. Hands-on Science. Science Education with and for Society, Braga, v, 1, n. 1, 2014. Disponível em: <http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/30344>. Acesso em: 20 feb. 2015.

MARQUES, A. R. L. As potencialidades de uma abordagem interdisciplinar entre as Ciências Naturais e as Tecnologias da Informação e da Comunicação no desenvolvimento de um projeto de ativismo ambiental. 2013. 247f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Biologia e Geologia) – Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2013.

MONTEIRO, M. E. P. F. O ensino da Biologia e Geologia com recurso às tecnologias da informação e comunicação: Implicações para a aprendizagem. 2014. 408 p. Tese (Doutorado em Educação) – Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2013.

MORIN, E. Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

MILL, D. (Org.). Escritos sobre educação: desafios e possibilidades para ensinar e aprender com as tecnologias emergentes. 1 ed. São Paulo: Paulus, 2013.

PEDREIRA, A. J. et al. O uso das tecnologias no trabalho pedagógico. Revista Iberoamericana de Educación, Madri, v 64, n 2, p. 1-11, mar. 2014.

PEDRÓ, F. Educação, tecnologia e avaliação: por um uso pedagógico efetivo da tecnologia em sala de aula. In: GONÇALVES, M. T.; LIN, F. K.; CASTIGLIONE; B.; GOMES M. R. O.; NASCIMENTO C. (Coord.) Experiências avaliativas de tecnologias digitais na educação [recurso eletrônico]. - 1. ed. - São Paulo, SP: Fundação Telefônica Vivo, 2016, p. 19-34. Disponível em: <http://fundacaotelefonica.org.br/wp-content/uploads/pdfs/experiencias_avaliativas_portugues.pdf>. Acesso em: 12 mar 2017.

PEIRANO, C. Os desafios da avaliação de programas de inovação educacional. In: GONÇALVES, M. T.; LIN, F. K.; CASTIGLIONE; B.; GOMES M. R. O.; NASCIMENTO C. (Coord.). Experiências avaliativas de tecnologias digitais na educação [recurso eletrônico]. São Paulo, SP: Fundação Telefônica Vivo, 2016, p. 35-44. Disponível em: <http://fundacaotelefonica.org.br/wp-content/uploads/pdfs/experiencias_avaliativas_portugues.pdf >. Acesso em: 12 mar 2017.

SANMARTI, N. Hablar y escribir: una condición necesaria para aprender ciencias. Cuadernos de pedagogía, Barcelona, n. 281, p. 54-58, jun. 1999.

SAUVÉ, L. A educação Científica e a Ecocidadania. Palestra proferida durante o III Congresso Internacional de Educação Científica e Tecnológica. Santo Ângelo-RS, junho de 2015. Disponível em: <http://www.santoangelo.uri.br/anais/ciecitec/2015/home.htm>. Acesso em: 06 abr. 2017.

SCHEID, N. M. J.; REIS, P. As TIC e a promoção da discussão sociopolítica em aulas de Ciências Naturais em contexto português. Ciência & Educação, Bauru, v. 22, n. 1, p.129-144, jan./mar. 2016.

SCHEID, N. M. J; SIQUEIRA, A. C. Os recursos da web 2.0 na Educação Básica e a formação para a Cidadania. In: BOER, N.; ZANELLA, D. C.; PEIXOTO, S. C. (Orgs.). Ensino e Profissão Docente. 1. ed. Santa Maria: Centro Universitário Franciscano, 2016. p. 190-202.

VOSLOO, S. UNESCO. Policy Guidelines for Mobile Learning. Version 2.1: Draft. UNESCO, 2012. Disponível em: <http://www.unesco.org/new/fileadmin/MULTIMEDIA/HQ/ED/pdf/UNESCO_Policy_Guidelines_on_Mobile_Learning_DRAFT_v2_1_FINAL__2_.pdf>. Acesso em: 20 abr. 2014.

WILSON C. D. et al. The Relative Effects and Equity of Inquiry-Based and Commonplace Science Teaching on Students’ Knowledge, Reasoning, and Argumentation. Journal of Research in Science Teaching, Champaign, v. 47, n. 3, p. 276-301, mar. 2010.

Publicado

2017-12-01