BABIES BORN BETTER: O USO DO SOFTWARE MAXQDA NA ANÁLISE PRELIMINAR DAS RESPOSTAS PORTUGUESAS À SECÇÃO QUALITATIVA DO INQUÉRITO

BABIES BORN BETTER: THE USE OF MAXQDA IN A PRELIMINARY ANALYSIS OF PORTUGUESE RESPONSES TO THE QUALITATIVE SECTION OF THE SURVEY

Dulce Morgado Neves, Mário JDS Santos

Resumo


Resumo: A saúde materna envolve um vasto conjunto de conhecimentos e práticas que visam não só a promoção da saúde na gravidez e parto mas também uma experiência que seja entendida como positiva pelas mulheres. O inquérito Babies Born Better tem como objetivo informar o debate público sobre a qualidade dos cuidados de saúde, partindo do discurso das mulheres. Baseado na componente qualitativa do inquérito, este artigo consiste num ensaio de recurso ao MaxQDA para a análise das respostas portuguesas. A utilização deste software revelou ser útil à mediação entre os dados e a análise, facilitando a sistematização da informação. A análise veio salientar a importância da relação entre as mulheres e os profissionais de saúde, enquanto fator estruturante das experiências de parto.

Palavras-chave: Babies Born Better; MaxQDA; Saúde Materna; Portugal.

 

Abstract: Maternal health involves a wide range of knowledge and practices whose purpose is to promote health in pregnancy and birth and an experience understood as positive by women. The survey Babies Born Better was designed to inform the public debate about the quality of care, learning from women's discourses. Based on the qualitative component of the survey, this paper is an exercise in the use of MaxQDA in the analysis of Portuguese responses. The use of this software proved to be useful to the mediation between data and the analysis, allowing the systematization data. The analysis comes to reveal the importance of the relationship between women and health professionals, as a structuring factor of childbirth experiences.

Keywords: Babies Born Better; MaxQDA; Maternal health; Portugal.

 


Texto completo:

TEXTO COMPLETO

Referências


CLAUSEN, J. A.; SANTOS, MJD Capturing the complexity of practice as an insider: in-labour ethnography. In: CHURCH, S. et al. (Orgs.). New thinking on improving maternity care - international perspectives. 1. ed. London: Pinter and Martin, 2017. p. 73-89.

CONRAD, P. The medicalization of society. 1. ed. Baltimor: The Johns Hopkins University Press, 2007.

MAXQDA. Software for qualitative data analysis. Version 12. Berlin: VERBI Software – Consult – Sozialforschung GmbH. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2016. 2017.

MILES, M.; HUBERMAN, A. M.; SALDAÑA, J. Qualitative Data Analysis - A Methods Sourcebook. 3. ed. Thousand Oaks: Sage, 2013.

NEVES, D. M.; SANTOS, MJD. A componente qualitativa do inquérito Babies Born Better: Análise preliminar às respostas portuguesas com recurso ao MaxQDA. In: CONGRESSO IBERO-AMERICANO EM INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA, 6, 2017, Salamanca. Anais... Salamanca: Universidade Lusófona do Porto, 2017. p. 422-430. Disponível em: Acesso em: 11 jul. 2017.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Recomendações da OMS sobre cuidados pré-natais para uma experiência positiva na gravidez. Geneva: WHO. Disponível em: . Acesso em: 10 Ago. 2017. 2016.

PINTASSILGO, S. C. Condições do nascimento e indicadores de saúde materna em Portugal. In: CUNHA, V. et al. (Orgs). A(s) problemática(s) da natalidade em Portugal. Uma questão social, económica e política. 1. ed. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2016. p. 153–159.

VAN TEIJLINGEN, E.; FRITH, L.; CHURCH, S. Introduction: Maternity care international perspectives: setting the scene. In: CHURCH, S. et al. (Orgs.). New thinking on improving maternity care - international perspectives. 1. ed. London: Pinter & Martin, 2017. p. 9–18.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O desenho do cabeçalho e da capa da Revista Pesquisa Qualitativa é de Carmem Aranha. Ele foi feito na praça São Benedito, diante de um arbusto cujo tronco (e galhos) lembravam um ideograma chinês. (Árvore de Amparo - Desenho e grafite 6B, c 15x21 cm). Agradecemos à Carmem Aranha por ter cedido sua arte à Revista.

 

Qualis Periódicos CAPES - (2013-2016)

ENSINO - B2

EDUCAÇÃO - B3

ENFERMAGEM - B4

PSICOLOGIA - B4

COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO - B5

 

Indexadores

 

                                                    

                                                                                    

                                                                                                                                                                                                                    

 Licenciamento de Conteúdo/Content License

Licença Creative Commons
A revista RPQ - Revista Pesquisa Qualitativa, adota a política de licenciamento de seu conteúdo pela política do Creative Commons sob a licença: Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.